Crochet

Cresci numa família de mulheres talentosas. As minhas duas avós sempre souberem tricotar, fazer crochet, etc. A minha mãe também é um prodígio. Tias e primas, também sempre mostraram aptidões. Eu, por outro lado, sou um bocadinho o elemento com um atraso no desenvolvimento que vai fazendo umas coisas.

Uma vez aprendi a tricotar e demorei 6 meses a fazer um cachecol. Faço, mas muito devagarinho. E como ao mesmo tempo sou uma pessoa que gosta de começar e acabar um projecto de forma eficiente – para não dizer imediata – isto altamente contraproducente e frustrante. E eu sei porquê.

Vejamos o tal cachecol. É uma réplica do clássico cachecol dos Gryffindor. Quem não sabe o que isto é, talvez nem devia ser meu amigo, mas eu deixei o link porque não quero excluir ninguém. Pois bem, ponto simples, nada de extraordinário e começado com a mamã ao lado. Os primeiros centímetros até nem correram mal. Mas eu sou uma trapalhona. Deixo cair pontos, perco-me na contagem, aperto alguns, deixo outros muito soltos. E depois sou uma medricas. De cada vez que algo não me parecia estar certo, congelava. Parava de fazer o cachecol até à próxima vez que estivesse com a mamã, para ela corrigir ou dizer para continuar.

Ora, isto aconteceu enquanto eu estava a estudar em Lisboa. Ia a casa (Longroiva), de duas em duas semanas na melhor das hipóteses, portanto o processo arrastou-se. Não sei exactamente o que me levava à inércia sempre que suspeitava que tinha feito um erro, mas tenho a minha teoria. Desde pequena que via a minha mãe fazer e desfazer. Passo a explicar, quando alguma coisa corria mal e não podia ser remediada onde estava, ela ripava a lã sem piedade e destruía umas boas horas de trabalho. Isto sempre me doeu um bocadinho. Acho que tinha medo disso.

Corta para uns anos depois e eu percebo que o segredo é mesmo esse. Fazer e desfazer. Até acertar. E não ter medo de errar, porque – pelo menos no crochet – desfazer é possível. Pode doer, mas é sempre possível.


 

I grew up in a family of talented women. My two grandmothers always knew how to knit, crochet, etc. My mother is a prodigy too. Aunts and cousins, also always showed aptitudes. Me, on the other hand, I am the element with a developmental problem that still managed to do some things.

I learnt to knit once and it took me 6 months to make a scarf. I did it, but I did it very slowly. And, since I am, at the same time, a person who likes to start and finish a project efficiently – not to say immediately – this is highly counterproductive and frustrating. And I know why it took me so long.

This scarf in particular,  it’s a replica of the classic Gryffindor scarf. If you do not know what I’m talking about, maybe we shouldn’t be friends, but I left the link anyway so I don’t exclude anyone. Well, it was a simple knitting object, nothing extraordinary and I started it having my mom sitting next to me. The first few centimeters didn’t go so bad. But I’m clumsy. I drop points, I lose count, I squeeze some, I leave others very loose. And then I’m always scared. Every time something didn’t seem right, I froze. I would stop making the scarf until the next time I was with my mom, so that she could correct me or tell me to continue.

Now this happened while I was studying in Lisbon. I went back home (Longroiva) every two weeks at best, so the process dragged on. I do not know exactly what led me to inertia whenever I suspected I had made a mistake, but I have my theory. Since I was a child I watched my mother do and undo her tricot or crochet jobs. When something went wrong and she could not correct it where it was, she ripped the wool mercilessly and destroyed a good few hours of work. This always hurt me a little bit. I think I was afraid of that.

Cut to a few years later and I realize the secret is exactly that. To do and undo. Until I get it right. And to not be afraid to make a mistake, because – at least in crochet – undoing is possible. It may hurt, but it is always possible.

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s