About people

Lembram-se de vos ter falado sobre como o tempo é mais importante do que o dinheiro? Pois bem, há algo ainda mais importante: as pessoas. E eu sou a primeira a dizer que as pessoas conseguem ser horríveis. Mas depois há aquelas, as importantes, as que te devolvem a fé na humanidade.

Aquelas que te trazem aquele sorriso especial. As que te fazem rir, as que assustam os monstros da tua mente e te deixam cheia de boas energias. Enfim, as pessoas que te fazem bem. São essas pessoas que tornam o tempo tão importante.

Não se esqueçam de sorrir para as pessoas que amam. Não vou estar aqui a dizer para lhes dizerem que as amam, blá, blá. Se puderem, quiserem, não se sentirem envergonhados… digam tudo o que quiserem. Também qual é o drama de fazerem figura de parvos? Aposto que não é nada que não tenham já feito.

Mas voltando ao que interessa, guardem as pessoas que vos fazem felizes. Porque terem tempo e estarem tristes não vale a pena. Mas… se mesmo assim, isso acontecer, partilhem a tristeza com essas pessoas que vos fazem felizes. Mesmo que elas não vos possam ajudar, pelo menos vocês vão sentir-se melhor. Ou não. Mas não vão saber se não tentarem.

Enfim, há um mundo de pessoas horríveis por aí. Mas há um outro mundo de pessoas tão maravilhosas que fazem tudo valer a pena.


 

Do you remember me writing about how time is more important than money? Well, there is something even more important: people. And I’m the first to say that people can be horrible. But then there are those, the important ones, those that can return your faith in humanity.

Those that bring you that special smile. The ones that make you laugh, the ones that scare away the monsters in your mind and leave you full of good energy. Those are people who make time so important.

Do not forget to smile at the people you love. I’m not going to tell you you should tell them you love them, blah, blah. If you can, want, or do not feel embarrassed… say whatever feel like saying. Also what’s the drama in making a fool of yourself? I bet it’s nothing you haven’t already done.

But back to the point, keep the people who make you happy close. Because having time and being sad is not worth it. But… if even then, you end up being sad, share the sadness with those people who make you happy. Even if they can’t help you, at least you’ll feel better. Or not. But you will not know if you do not try.

So the point is, there is a world of horrible people out there. But there is another world of such wonderful people that make it all worthwhile.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s