Linguistics

Que me perdoem os mais sensíveis, mas estamos a falar de linguística. Ou como tive de aprender uma língua germânica para poder dizer asneiras com propriedade académica. Desde as minhas primeiras lições que achei o verbo nascer (att föda) já constrangedor. Sempre que tinha de dar os parabéns a alguém fazia-o um pouco entre dentes.… Read More Linguistics

You and yourself

Sou uma maricas. Dito isto, passo a explicar. Sou uma maricas porque nunca quero fazer nada sozinha. Mesmo chegando a uma idade em que percebi que morar sozinha até era bem porreiro, sempre houve coisas que evitei fazer sozinha. Não sei se tem a ver com o facto de ser filha única, mas sempre fui… Read More You and yourself